A proposta curricular e as situações de ensino para a Educação Infantil e Ensino Fundamental I foram organizadas de modo que as atividades e experiências de aprendizagem sempre tenham um objetivo e um valor educativo.

Para isso, as áreas cognitivas, linguística, motora, de equilíbrio pessoal, de inserção social e de relação interpessoal são tratadas como capacidades humanas que o projeto educativo tem como finalidade desenvolver. Assim, as teorias do desenvolvimento infantil têm embasado a elaboração das situações didáticas deste nível.

A ideia fundamental é a de buscar a concretização das intenções educativas, explorando as atividades de ensino e aprendizagem. É importante salientar que se propõe o desenvolvimento das operações mentais por meio de situações de ensino concretas, nas quais é preciso explorar os conhecimentos específicos sobre as formas de raciocínio.

O nosso pressuposto para isso é o de que os conteúdos escolares são saberes culturais selecionados pela relevância social e, portanto referem-se a atividades e práticas sociais.

Eles permitem cumprir a responsabilidade social da escola com a formação humana, mediada por valores, princípios, normas de ações, bem como pelo compromisso científico dinamizado por meio do trabalho em desenvolver a criatividade, o espírito crítico, a capacidade para análise e síntese, o autoconhecimento, a sociabilidade, a autonomia, e a responsabilidade.